• Carol

Santa Mônica- California

Sabe aquele lugar que faz você se sentir em um filme de sessão da tarde? É Santa Monica, eu adorei esse lugar e vou aproveitar para compartilhar algumas coisas que eu considero importante e que gostaria que tivessem me avisado também.

Pier Santa Monica

Quem viu o post de Los Angeles, sabe que achei a cidade bem decadente, não encontrei nada do glamour que eu pensei. Fui esperando encontrar um episódio de 90210 e me senti mais próximo de CSI.

Isso melhorou bastante quando fui para Santa Monica. Vamos pelo começo:

Como chegar?

Eu fiz essa viagem sozinha, sem carro e com bem pouco dinheiro (que fase), então meu objetivo em qualquer transito foi fazer com segurança e gastando pouco. Se você estiver acompanhado, faz as contas direitinho, pois talvez compense alugar um carro ou mesmo dividir um Uber.

Eu fiquei hospedada em LA próximo a calçada da fama, ali próximo peguei um ônibus direto para o píer de Santa Monica (Ônibus 734 – Santa Monica). Como estava com internet fui acompanhando pelo mapas (Google maps é vida e usei para pegar transporte para todos os lugares, além de checar os horários).

Trajeto entre LA e Santa Monica (Fonte: Google Maps)

O transito por lá é caótico como pode-se esperar de uma cidade grande, então tente enviar os horários de pico.


O Google fala que demora um pouco mais de uma hora, eu não sei se estava muito encantada olhando as ruas que tanto vemos nos filmes, mas tive a impressão de ter sido bem rápido.

Hospedagem


Aqui foi muito fácil, particularmente fiquei na melhor localização possível. Eu recomendo demais o Hi Los Angeles Santa Monica. Ele faz parte da rede Hi Hostel, então se você já conhece algum, não deve ter muita surpresa.


É bem grande, com diversas áreas comuns, cozinha, recepção 24 horas e bem limpo.


Mais importante ainda, os banheiros são fora do quarto e estilo vestiário o que eu particularmente prefiro um milhão de vezes.


O hostel fica a duas quadras da praia, tem como pegar transporte para todos os lugares devido a proximidade de ponto de ônibus e do metro Downtown Santa Monica. Além disso, é duas quadras do píer que é a principal atração turística da região.


Eu adorei e ficaria novamente sem pensar duas vezes.


Fachada Hi Hostel Santa Monica (Fonte:Booking)
Área comum Hi Hostel Santa Monica
Dormitório compartilhado Hi Hostel Santa Monica
Vestiário Hi Hostel Santa Monica (Fonte:Booking)

O que fazer Acho que depois do check in todo mundo deve ir correndo para o pier, o que dá pra entender porque é uma delicia, um lugar encantador, daqueles que você fica horas e nem vê o tempo passar. Por lá você encontra a placa do final da rota 66 para tirar uma fotinho:

Píer Santa Monica

Este cantinho especial conta com um parque de diversões, restaurantes como o famoso Bubba Gump do filme Forrest Gump ou o Red Lobster e várias lojinhas. O melhor de tudo é sem duvida curtir o incrível por do sol. É algo inesquecível que faz bater uma saudade imensa do momento (confere lá nos stories do Instagram para ver o vídeo). O match perfeito entre conhecer os arredores e o baixo custo, é alugar uma bicicleta. Lá tem várias lojinhas com esse objetivo e eu achei bem tranquilo e seguro de pedalar, já que a ciclofaixa é super grande. Achei a minha companheira bem California Girl rosinha com cestinha:


Bem California Girl (Fonte:RoundAbout)

Usei a bike para fazer um bate a volta em Venice (5km) e para quem tem pique dá até para ir até Malibu (18km).

Venice Beach

Malibu Beach

O passeio por Beverly Hills fica praticamente a mesma distância de Santa Monica quanto de LA, eu fui quando estava baseada em LA, neste post coloquei mais detalhes. Para quem ama parques de diversões como eu, pode ir conhecer a Disney California, Six Flags, Legoland e o Universal Studios, que foi o escolhido por mim por ter sido meu favorito em Orlando e também por ter conhecido uma brasileira que estava indo para lá e nesse estilo de passeio ter uma companhia faz muita diferença. Esse foi de longe o custo mais alto que tive, e conto mais sobre o parque nesse post. Dark side Talvez seja um tópico ruim, mas não dá pra deixar a refêrencia de lado hahahaha. Como falei, Santa Monica já tem mais classe que a cidade de LA, porém não fica blindada dos reflexos negativos. É claro que se você está de carro em uma zona nobre, você consegue passar mais despercebido dos problemas da cidade, mas quando você é mulher e está a pé isso é impossível. Primeiro a quantidade de gente que você não tem certeza se é morador de rua ou só mais um californiano good vibe é imensa. A maioria não mexeu comigo, mas como tem muita droga envolvida eu não tive coragem de sair a noite em nenhum dos dias, a não ser comer alguma coisa no próprio quarteirão que é mega movimentado. Para ter uma ideia como não é exagero, quando estava na fila para fazer o check in DENTRO do hostel, entrou um morador de rua totalmente alterado brigando com as pessoas lá dentro, eles chamaram o segurança e lidaram como se fosse normal, o que era mais estranho ainda. Não que aqui no Brasil não estejamos acostumados com isso, mas pelo menos eu quando vou em um país de primeiro mundo espero encontrar um cenário melhor. Fui algumas vezes no mercado ou na farmácia dar aquela olhadinha brasileira e esses eram mais distantes e saiam um pouco da muvuca da região central do pier, e a sensação de insegurança mesmo durante o dia era alta. Além disso tentaram primeiro me dar um golpe e depois me convidaram para que eu participasse de um. Não entendeu? Pois é. Um rapaz (até que bem arrumado) veio me pedir dinheiro (isso é recorrente). Falei sorrindo que não tinha e continuei andando, ele veio atrás e insistiu, falei que era mochileira e brasileira então pra ele esquecer a possibilidade (falei rindo para sair numa boa). Quando falei isso ele mudou a abordagem e perguntou se eu queria GANHAR dinheiro. Fiquei chocada. Ele falou que podia me ensinar a pedir dinheiro, que como mulher até conseguia ganhar mais, que “eles” pediam dinheiro naquela região turística e que sempre ganhavam bem. Agradeci (Oi? eu sei) e sai fora, fiquei pensando que deve ser uma especie de gangue para pedir dinheiro e de alguma forma rachar entre eles depois ou algo assim, não fiquei para escutar mais detalhes obviamente, mas serve para ficarmos espertos que gente ruim tem em todo lugar. Para finalizar os dark times, na volta do parque eu e essa nova amiga brasileira fomos de metro, um cara muito sinistro seguiu a gente da interligação (que era uma especie de onibus) até o vagão do metro e ficou olhando e mexendo com a gente. Não tinha nenhum segurança, nós ficamos aterrorizadas, nisso chegou um senhor estilo motoqueiro, meio sons of anarchy e começou a GRITAR com o cara e expulsou ele do vagão. Depois veio falar que aquele cara era uma pessoa do mal e que tinha a impressão que já tinha feito mais do que mexer. Nós fomos no primeiro vagão do trem / metro o que definitivamente não recomendo, todos eram homens e a maioria parecia que ia passar a noite por lá, era bem obscuro. Quando finalmente chegamos, vimos que os outros vagões estavam bem mais tranquilos, então fiquem atentos e tentem sempre acompanhar os turistas. Não estou dizendo que andar por lá é perigoso e que algo vai acontecer, já me comentaram que por eu ter ido em alta temporada (Agosto) pode aumentar o número de furtos e golpes, mas nada que nós como brasileiros não conseguimos ficar espertos. Infelizmente a Califórnia é o lugar que me senti mais insegura entre minhas viagens, o que me surpreendeu demais e eu jamais iria imaginar. Como isso vai de sorte e sensibilidade, muita gente por ter uma sensação diferente. Meu irmão mesmo foi 6 meses depois e não concordou (mas estava de carro). Você pode ver os outros posts dessa trip californiana por aqui, achei melhor dividir para não ficar muito longo. Saudações ao som de California Girls para vocês S2

Carol





0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo